Poesias

FRANCISCO

 

Nasceu em berço de ouro

Mas da luxúria abriu mão

Pois sua maior riqueza

Trazia no coração

Amigo da natureza

Carregava com certeza

O peito cheio de luz

O seu nome era Francisco

Pertencente ao aprisco

Do nosso mestre Jesus

 

Abandonou o palácio

Deixou de lado a nobreza

E após muito refletir

Foi assistir a pobreza

O consideraram louco

E dele fizeram pouco

Mas, ele agiu com firmeza

E atento ele escutava

Uma voz que  falava:

“vai construir minha igreja”

 

Sem entender o sentido

Daquela voz que falava

Começou a construir

A mais linda e bela estrada

E sem ainda entender

Restaurou sem saber

A igreja material

E a voz veio informar:

Tu tens é que restaurar

É o templo espiritual

 

Eduilson soares